banner 2 globo esporte (branco).png
banner 1 globo esporte (branco).png

Antonio Brown pediu uma troca e ganhou duas

Um dos grandes da NFL buscou mudança de jeito tão explosivo quanto seu temperamento.


Em uma temporada tão curta quanto a da NFL, os fãs precisam de motivação para seguir acompanhando o cotidiano do esporte mesmo quando a competição já se encerrou. Muitas vezes, é por conta disso que a liga deliberadamente busca um período de offseason que seja um grande espetáculo midiático. Faz isso com o Combine, com o Draft, com o período de trocas e negociações, até mesmo com a divulgação da tabela, além das polêmicas. E, é claro, toneladas e mais toneladas de especulação. Entre times que liberam jogadores importantes ou cedem estrelas por posições duvidosas no Draft, entretanto, surge um farol que suga toda a atenção: Antonio Brown.


O recebedor do Pittsburgh Steelers é facilmente um dos melhores de sua posição em toda a liga e até parecia ter boa relação com o time, pelo menos até o fim de 2018. O ano que passou foi extremamente complicado para os ferreiros, que sofreram dentro de campo e fora dele. A situação que chamou a atenção de todos, logo de cara, foi a opção de Le'Veon Bell por não jogar durante a temporada. Sabendo que o time não lhe ofereceria um salário astronômico ao fim de seu contrato, o corredor preferiu se manter saudável para as propostas que viriam este ano. A ausência de Bell está entre os destaques da sofrível campanha do time, mas são os entreveros com Brown que mostram o quanto a batalha do vestiário já estava perdida.

Os relatos dão conta de que houve muita discussão do recebedor com o quarterback Ben Rothlisberger e o técnico Mike Tomlin, os pilares da franquia neste momento. Algumas reportagens falavam até em confronto físico, mas isso nunca chegou a ser confirmado. A tensão era palpável e, para coroar toda a confusão, Antonio declarou interesse em ser trocado no apagar das luzes de 2018.


Antonio Brown, pelos Steelers, em partida contra os arquirrivais Ravens: antes um pilar do time, agora o recebedor é malvisto até pela torcida. (Keith Allison/Creative Commons)

Mas ano novo e vida nova, não é? Se era uma troca que Brown queria, era uma troca que os Steelers iriam lhe dar, aparentemente. Aparentemente. O jogador, afinal, não aprendeu nada com o ditado: "cuidado com o que deseja, pois pode consegui-lo". A ida de Antonio Brown para o Buffalo Bills chegou a ser anunciada, tomando fãs, imprensa e até o próprio recebedor de surpresa. Os Bills pagariam o atual contrato do jogador até 2020, uma pechincha considerando que, no ano passado, ele foi o líder de recepções para touchdown da liga, com 15, além de ter coletado 1.257 jardas totais ao fim da temporada.


Na NFL, é importante explicar, qualquer franquia pode trocar os direitos de qualquer jogador com uma concorrente. E tudo parecia caminhar para isso, entre Bills e Steelers, se não fosse a maldição do jogador de boca frouxa na era das redes sociais. Brown comentou na postagem oficial da NFL chamando a troca de "fake news" e, nos bastidores, sequer garantiu que se apresentaria ao novo time caso fosse trocado. Nem é preciso dizer que isso não pegou bem com a diretoria de Buffalo.


Na manhã da última sexta-feira (8), o Buffalo Bills desistiu oficialmente da negociação pelo recebedor. "Nós perguntamos sobre Antonio Brown na terça e mantivemos conversas com os Steelers. Tivemos conversas positivas, mas no fim das contas isso não estava fazendo sentido para os dois lados. Apesar de Antonio Brown ser um grande jogador, nós deixamos para lá e nosso foco é nos jogadores que ficarão sem contrato" disse Brandon Beane, diretor geral de Buffalo, para o repórter Adam Schefter, da ESPN americana.


Em tempos de redes sociais, onde tudo que você faz fica registrado para sempre, há jogadores que parecem nunca ter aprendido uma simples lição: como diz a canção, "falador passa mal". Neste caso, no entanto, além de tudo ainda havia a indisposição do jogador para atuar nos Bills. E foi aí que o Oakland Raiders apareceu, aparentemente o novo destino do atleta. Antonio Brown fala muito, mas parece ter conseguido o que queria. Se dará certo ou não, é outra história...


 

#NFL #Bastidores #Análise


#FutebolAmericano #AntonioBrown #PittsburghSteelers #BuffaloBills #OaklandRaiders #MercadodaBola #CifrasdoEsporte