banner 2 globo esporte (branco).png
banner 1 globo esporte (branco).png

Como Warriors buscam chegar com tudo nos playoffs

Franquia a ser batida na NBA, time de Stephen Curry joga com força máxima só quando quer.


A NBA já entrou em sua reta final da temporada regular e é hora de fazer aquela vistoria sobre os times que provavelmente estarão jogando em abril, durante os playoffs. E neste momento da competição, normalmente, os pontos centrais de debate são times que ainda brigam pelas últimas vagas ou que lutam para conseguir uma classificação melhor e pegar uma chave mais fácil. Seria difícil imaginar, portanto, que o momento do Golden State Warriors estivesse em discussão.


Figura carimbada da pós-temporada nos últimos anos, a equipe de São Francisco segue como a primeira colocada da Conferência Oeste e ainda é o time a ser batido dentre todos os outros da liga, mas algumas derrapadas no caminho geraram uma pequena desconfiança dos fãs e por parte da imprensa, levantando a dúvida se os Warriors perderam o encanto ou se estariam apenas tirando o pé do acelerador.


Mas como um time ia parar de jogar para valer com um mês de jogo ainda para rolar? Quando você tem uma vantagem como a de Golden State, isso é possível. A técnica é o exato oposto das equipes que se auto-sabotam para conseguir uma escolha melhor no Draft. Quando já se tem a vantagem de ir para os playoffs como número um, você pode começar a se dedicar menos em jogos que não são ameaças diretas. É sempre bom lembrar que no sistema da pós-temporada da NBA, um time chega às finais jogando no mínimo 12 jogos e no máximo 21, algo extremamente desgastante para um elenco.


DeMarcus Cousins, um dos destaques dos Warriors, em ação: sem Kevin Durant, machucado, o time tem precisado cada vez mais de suas outras estrelas. (Divulgação/NBA)

Além disso, as derrotas recentes foram para adversários não relevantes para os Warriors, como o Phoenix Suns, lanterna da Conferência Oeste, e o Boston Celtics, quarto colocado na Conferência Leste. Quando as partidas eram contra adversários mais relevantes, como Rockets ou Thunder, o time foi lá e venceu.


O técnico da equipe, Steve Kerr, garante que não é uma questão de tirar o pé, mas que o time realmente deixou a desejar nas suas derrotas recentes. "Eu acho que aquela derrota para Phoenix abriu um pouco nossos olhos. E acho que nossa equipe se sentiu ameaçada fora de casa. Nós jogamos contra duas grandes equipes, e temos mais uma adiante, talvez o time mais forte da liga no momento, em San Antonio. Então acho que toda vez que nossos garotos se sentem ameaçados, eles tendem a jogar melhor", declarou o treinador.


Após a vitória sobre o Oklahoma City Thunder no último sábado (16), os Warriors garantiram matematicamente a vaga nos playoffs, mas ainda tem muitos jogos difíceis adiante, incluindo um confronto pesado exatamente contra o San Antonio Spurs, nesta segunda-feira (18). Será que o time vai deixar seus fãs apreensivos e deve jogar com o regulamento embaixo do braço?


Se depender dos jogadores, os adversários que tomem cuidado. "Os playoffs estão logo ali, virando a esquina. E nós queremos chegar lá com uma sequência de vitórias", afirmou Klay Thompson, ala-armador do time de São Francisco. Para Golden State, a hora de começar a "pegar fogo" é agora, em busca de uma grande campanha nos playoffs. E quem sabe mais um título.


 

#NBA #Análise


#Basquete #GoldenStateWarriors #Playoffs #SteveKerr #KlayThompson #GestãodeElenco