banner 2 globo esporte (branco).png
banner 1 globo esporte (branco).png

Finta #6: como falar de bola?

Brasileirão tem pior começo possível: recorde negativo do vírus no país e surtos no futebol.


O NesF curtiu tentar "prever o futuro" com você por um tempo. Só que a melhor fase da brincadeira foi olhar um pouco para o passado recente e tentar diagnosticar os cenários para os jogos que viriam pela frente. Mais do que um "tabelão", a montagem de um mosaico da semana no futebol brasileiro e mundial, com aquela puxada de sardinha para o futebol paraense, sempre que possível. Foi neste espírito que o quadro nasceu (e já foi até ampliado). Aqui, você pode dar uma finta na cobertura diária e repetitiva, em busca de um cenário mais amplo, além dos resultados, baseado principalmente em números, detalhes importantes fora de campo e um pouco daquelas bizarrices que só o futebol proporciona. Então vem tentar fazer sentido dessas idas e vindas, na gangorra infinita que é o esporte. Abaixo, os destaques do NesF para a última semana, de 6 a 12 de agosto de 2020:


Márcio Coelho não comandou o Figueirense contra o Vitória, por ter contraído o novo coronavírus. (Patrick Floriani/Figueirense FC)


Mais de 100 mil, mais de 3 milhões

CSA, Guarani, Jacuipense, Ceará, Ferroviário, América/MG, Imperatriz, Náutico, Vila Nova, Vasco, Criciúma, Corinthians,, Botafogo, Volta Redonda, Atlético/GO, Goiás... E não acabou. É mais fácil listar os times que não tiveram testes positivos para a Covid-19 desde volta do Brasileiro. Menos de uma semana e já se aproximam os 200 casos nas três divisões. Na Itália, para comparar, quase a liga para de novo quando um funcionário do Parma testou positivo após volta. Aqui, recuperados testam positivo, põem em xeque credibilidade da testagem e clubes lutam para os doentes jogarem.


Insegurança geral

Depois do papelão em Goiás vs São Paulo, CBF fez leves mudanças no protocolo – a permissão de fazer testes com outros parceiros era algo que o Corinthians reclamava – e a situação segue adiante quase na base de "torcer" para não ocorrer algo pior. Dias depois, o Goiás jogou contra o Athletico desfalcado de mais de um terço do elenco. A partida, aliás, só foi vista por pay-per-view específico do clube após mandado de segurança emitido pouco antes do duelo. Fortaleza vs Athletico/PR, jogo de abertura, só foi visto no exterior (via Fanatiz), pela incerteza jurídica da Medida Provisória 984.


E os estaduais...

A CBF segue adiando partidas do Brasileiro por estaduais, como confronto entre Confiança e Avaí, pela Série B, devido ao calendário do Sergipano, além de jogos de Brusque, na C, e Chapecoense, na B, rivais na decisão do Catarinense. O mesmo foi feito para partida do Tombense, por conta da final do Mineiro. Outra questão estadual: coincidentemente, assim que iniciou o Brasileiro, cidades do interior de São Paulo que têm clubes na competição foram reclassificadas pelo governo estadual. Bragança Paulista, Campinas, Sorocaba e Ribeirão Preto foram à fase amarela bem na hora...


Covidão 2020?

No exterior, os jogadores eram o principal foco de preocupação da volta do futebol, por serem os de maior risco de contágio. E no Brasil, são os que mais ficam doentes, neste retorno. Mas há também árbitros, auxiliares técnicos, treinadores – como Márcio Coelho, do Figueirense – testando positivo. A doença, agora, é como qualquer outra lesão. Cortar os "desfalques" e seguir em frente. Eles viram só mais números. O futebol não para. Foi confirmada, na Série A, a diminuição de intervalo mínimo entre jogos para 48, não 66 horas. E alguns dos testes só detectam doença após dias de infecção...


Elencos e treinadores

Segue a briga jurídica contra o rebaixamento em alguns estaduais, como o Mineiro. No Pará, Remo e Paysandu vivem situação complicada para lidar com elencos em meio à Série C. No Amazonas, o velho conhecido Flamel, que jogou pelo Águia no fim do Parazão, fechou com o Naça. Só que foi dispensado logo depois, por aparente questão muscular. E se o título baiano e a vitória na estreia da elite deram sobrevida a Roger Machado, outros técnicos caem. Não é só Jesualdo Ferreira, mas Gilmar dal Pozzo, por exemplo, com Náutico mal na defesa, além de vários na Série C.


Nos EUA, que vivem situação dramática, como o Brasil, outros esportes também têm problemas: US Open deve exigir termo de responsabilidade dos tenistas e algumas conferências do futebol americano universitário (que é amador) adiaram a temporada, após possível relação da Covid-19 com inflamação cardíaca em estudantes-atletas.

Mas teve futebol...

Entre times embarcando para jogos fora de casa sem saber resultados de testes e treinando com time completo sem saber quem está ou não está infectado, teve bola. Flamengo perde no Maracanã, mas em circunstâncias que parece difícil cobrar de mandantes o mesmo desempenho. O que liga o alerta é a forma como jogou ante o Atlético/GO. Outro Athletico lidera a elite, invicto há oito jogos e com quatro vitórias seguidas; o rival Coxa, ao contrário, quatro derrotas consecutivas. Taça do Palmeiras faz de Luxa técnico mais campeão do Paulista; desde 1976, Verdão só vence com ele.


As ressacas europeias

Zidane foi eliminado da Liga dos Campeões pela primeira vez na carreira e segue com dificuldades contra times ingleses. O Manchester City foi o primeiro time em 11 anos a vencer os dois jogos de um mata-mata contra espanhóis. Já Cristiano Ronaldo não caía nas oitavas da competição desde que era do Real Madrid, há dez anos, quando foi eliminado pelo mesmo Lyon. Aliás, todos os 7 gols da Juventus em mata-matas europeus nas últimas duas temporadas foram marcados por ele. Depois da queda, o demitido Sarri foi substituído por Pirlo, técnico do sub-23 por menos de dez dias.


Nos países vizinhos...

No Peru, futebol até voltou, mas logo foi suspenso de novo. O Uruguaio voltou com desrespeitos ao protocolo, mas pelo menos o país está bem no combate ao vírus. O Paraguaio está a todo vapor, mas houve vários casos na testagem para volta dos argentinos aos treinos. Como vem essa Libertadores? Renato Gaúcho teve decisão estranha de poupar no Brasileiro, como se tivesse jogo continental. Importante lembrar que, em 2009, dois mexicanos foram excluídos do mata-mata, sem poder receber jogos pela gripe suína no país. Por isso, em 2010, foram direto para as oitavas.


W0 por coronavírus

Na Europa, precedente bizarro. Enquanto a Liga dos Campeões atual se afunila, a próxima começa. E no caso de duelos entre clubes de países com restrições aéreas, sedes neutras já foram escolhidas pela UEFA. Mas ainda assim, um time pode ser eliminado se não jogar por Covid-19. O Linfield, da Irlanda do Norte, é o primeiro beneficiado; o Drita, do Kosovo, com atletas doentes, perdeu por W0 a final preliminar. UEFA estima que se um time tiver 13 jogadores, incluindo goleiro, dá para jogar. E quer que regulamento preveja o que fazer em cada torneio, caso a temporada não termine.


Rapidíssimas: calendário e EUA

Jogos das eliminatórias asiáticas para a Copa de 2022, que seriam no fim deste ano, foram adiados para 2021. Nesta altura, é um ponto positivo que a Copa do Catar será seis meses depois do normal. O Portland venceu o torneio de volta da MLS – na Holanda, há algo parecido, em pré-temporada – e agora a liga recomeça nos Estados Unidos, sem bolha. A monitorar, pois o país tem situação similar ao Brasil. Na volta, torcedores assinam termo de responsabilidade. E vaiaram os protestos antirracistas... Na Eslovênia, volta do futebol foi adiada por casos do vírus em três clubes.


 

#Brasil #Mundo #Análise


#Curiosidades #Dicas #Curtinhas #CampeonatoBrasileiro #SérieA #SérieB #SérieC #Coronavírus #Covid19 #Pandemia #Protocolo #Testagem #Adiamentos #Calendário #DireitosdeTransmissão #MP984 #Estaduais #CampeonatoSergipano #CampeonatoCatarinense #CampeonatoMineiro #FutebolPaulista #Jogadores #Técnicos #IntervaloMínimodeJogos #Justiça #DireitoEsportivo #CampeonatoParaense #Remo #Paysandu #Flamel #Tênis #FutebolAmericano #Flamengo #AthleticoPR #Palmeiras #Zidane #FutebolEuropeu #LigadosCampeões #CristianoRonaldo #RealMadrid #Juventus #Lyon #Pirlo #FutebolSulAmericano #Libertadores #Grêmio #Regras #Regulamento #EliminatóriasdaCopa #Catar2022 #MLS