banner 2 globo esporte (branco).png
banner 1 globo esporte (branco).png

Guardiola vs Klopp: rastros estatísticos do duelo

Após última partida, técnicos já se enfrentaram 16 vezes, com números muito equilibrados.


Nesta quinta-feira (3), Manchester City e Liverpool se encontraram pelo Campeonato Inglês. E a vitória do City, por 2 a 1, deixou a luta pelo título muito mais acirrada. Foi a 16ª vez que dois dos treinadores mais badalados do futebol mundial nos últimos anos, Pep Guardiola e Jürgen Klopp, estiveram frente a frente. Foram oito confrontos quando treinavam Bayern de Munique e Borussia Dortmund, respectivamente. E agora mais oito com Guardiola comandando os azuis de Manchester e Klopp à frente dos vermelhos de Liverpool. Após a partida de ontem, o técnico alemão viu sua vantagem diminuir no confronto direto com o espanhol: são 7 vitórias e 3 empates, contra 6 triunfos dos times de Guardiola. Porém, os números do embate vão muito além disso. Afinal, ambos são treinadores extremamente autorais; as equipes que montam invariavelmente deixam rastros estatísticos da forma como jogam.


O NesF fez um levantamento dos 16 jogos, disponível abaixo, no qual é possível visualizar inúmeros detalhes. De cara, o equilíbrio dos números não está apenas na quantidade de vitórias, mas nos gols: foram exatamente 23 tentos marcados pelos times de cada treinador. Uma observação até certo ponto óbvia, mas que chama a atenção, é que em todas as partidas o time de Guardiola teve posse de bola maior, incluindo duas circunstâncias em que saiu derrotado por 3 a 0 com mais de 60% de domínio sobre o esférico. Os times do técnico alemão também são costumeiramente mais disciplinados – em apenas duas partidas cometeram mais faltas, embora tenham tomado mais cartões em cinco oportunidades. Outros exemplos importantes estão nas finalizações: no número total, vantagem para as equipes de Pep; mas a diferença cai muito quando se fala das finalizações ao gol, mostrando a eficiência dos esquadrões de Klopp. Veja abaixo todos os números, jogo a jogo:


Caso seu browser não carregue o infográfico, clique aqui.


Você já sabe, é compromisso editorial do NesF não apenas oferecer análise e contextualização dos números, mas expor os dados coletados de forma transparente, como acima. Assim, você também pode dissecá-los e participar da discussão, trazendo para o debate alguma interpretação que não tenhamos detectado. Este, é claro, é um mosaico geral e amplificado de todo o histórico do duelo Klopp-Guardiola. Outras estatísticas que seriam interessante para uma análise, por exemplo, são desarmes, passes totais, cruzamentos, finalizações de dentro e de fora da área... Mas muitos dos jogos mais antigos, em especial na Copa e Supercopa da Alemanha, foram na época em que ainda não se compilava tais números com tanta frequência – além das partidas não estarem disponíveis na íntegra. Assim, um olhar mais profundo não só é possível, como desejável; e talvez ocorra no futuro aqui mesmo no NesF.


Além disso, fica claro que já há diversas fases bem estabelecidas na história do embate. Após um início de vitórias alternadas para cada treinador, Guardiola construiu uma sequência de seis partidas com apenas uma vitória do rival alemão – exatamente na transição dos dois para o Campeonato Inglês, vindos da Bundesliga. Só que aí veio 2018. E o Liverpool passou o trator pelo Manchester City no ano corrido, incluindo três vitórias consecutivas, sendo duas pela Liga dos Campeões. Para a partida de ontem, o jogo já tinha virado: devido a alguns empates, era o técnico espanhol que chegava com apenas um triunfo nas oito partidas anteriores. Ganhou. Agora, certamente Pep quer estabelecer um novo domínio sobre o confronto direito. Porque fora dele, aí não há equilíbrio algum. Com exceção da Supercopa da Alemanha, Klopp não levanta nenhuma taça desde 2012. Curiosamente, Guardiola chegou ao Bayern de Munique justamente em 2013...

 

#Mundo #Estatísticas


#JürgenKlopp #PepGuardiola #ManchesterCity #Liverpool #CampeonatoInglês #BorussiaDortmund #BayerndeMunique #CampeonatoAlemão