banner 2 globo esporte (branco).png
banner 1 globo esporte (branco).png

O Gabarito #2: grave lesão de Ronaldo e muito mais

Queda de um ídolo, vingança do Fogão sobre o Fla e o lateral do Maranaço marcam a semana.


O futebol, como conhecemos hoje, tem mais de 170 anos. O esporte, como um todo, é muito mais antigo que isso. Diversas modalidades são praticadas de forma organizada há mais de 200 anos, mas a disputa amadora existe há milênios. Portanto, o que não faltam são histórias, fatos e curiosidades que recheiam a memória esportiva pelo mundo. Aqui, a coluna Calendário tenta resgatar algumas dessas lembranças, em especial do futebol brasileiro. Mas o NesF quer mais. Por isso, se você esqueceu daquele jogo histórico ou se apenas quer saber a semana em que foi fundada a Federação Goiana de Futebol, para impressionar seus amigos, veio ao lugar certo. Com muita pesquisa e ajuda de estudiosos do esporte, como Rodolfo Rodrigues, Sílvio Lancelotti e Ferreira da Costa, entre outros, estão elencados abaixo os destaques selecionados para a semana de 12 a 18 de abril de 2020:


A arrancada de Ronaldo, uma das marcas registradas do Fenômeno, ficou na história também por um motivo triste. (Divulgação/FC Internazionale)


12 de abril

20 anos da lesão mais grave de Ronaldo: após se machucar no fim de 1999, o Fenômeno passou cinco meses fora dos gramados. Quando voltou, em 2000, passou sete minutos em campo no jogo de ida pela final da Copa Itália. Em fatídica arrancada até a área da Lazio, rompeu o tendão e os ligamentos do joelho direito. A Inter de Milão perdeu o título e o craque.


13 de abril

60 anos de Rudi Völler: diretor esportivo do Bayer Leverkusen há 15 anos, o ex-centroavante alemão venceu a Copa de 1990 e chegou a mais duas finais, uma como jogador (em 1986) e outra como técnico (em 2002). Nascido em 1960, ele defendeu equipes na Itália e na França, além da Alemanha, colecionando títulos e marcando mais de 300 gols na carreira.


14 de abril

100 anos do nascimento de Schubert Gambetta: Máspoli; Gambetta, González, Tejera, Andrade; Pérez, Varela; Ghiggia, Schiaffino, Míguez, Moran. A formação do Uruguai que calou o Maracanã em 1950 entrou para a história, com Gambetta anulando Chico, o ponta-esquerda brasileiro. Morto em 1991, ele nasceu em 1920 e além do Maracanaço, ganhou dez títulos uruguaios com o Nacional.


15 de abril

55 anos do bicontinental do Independiente: pela segunda temporada seguida, o Rei de Copas leva a melhor em final contra rival uruguaio. Se o Nacional foi batido em 1964, a vítima em 1965 foi o Peñarol, mesmo após eliminar o Santos de Pelé. No terceiro jogo, 4 a 1 para os argentinos.


16 de abril

45 anos dos três gols-relâmpago de Jair Pereira: pelo Carioca de 1975, o Vasco atropelou o São Cristóvão por 6 a 1, em São Januário. O destaque não foi a vitória, mas o feito do meia cruzmaltino. Três gols em cinco minutos. Roberto Dinamite fez mais dois e Gaúcho marcou o último.


17 de abril

60 anos do bi do Fluminense no Rio-São Paulo: a disputa com o Botafogo foi acirrada, mas no fim das contas era contra o Palmeiras que o tricolor carioca precisaria conquistar o título em 1960. Isso porque o Verdão ainda teria mais dois jogos, após o confronto direto. Pois o Flu venceu, 1 a 0, e os paulistas ainda perderam para Vasco e Botafogo.


18 de abril

10 anos do 19º título carioca do Botafogo: como o cruzmaltino anos antes, o alvinegro foi tri-vice carioca entre 2007 e 2009, sempre perdendo para o Flamengo. O troco veio em 2010, quando o Fogão sequer precisou da finalíssima para levar o estadual. Bateu o rival rubro-negro na decisão do segundo turno e levantou a taça, pois já tinha vencido o primeiro.


 

#Brasil #Mundo #História


#Curiosidades #FatosHistóricos #Dicas #Calendário #RonaldoFenômeno #InterdeMilão #Lesão #RudiVöller #CopadoMundo #Alemanha #Gambetta #Uruguai #Maracanaço #Independiente #Libertadores #JairPereira #Vasco #CampeonatoCarioca #Fluminense #TorneioRioSãoPaulo #Botafogo #Flamengo #JogosHistóricos #Recordes