banner 2 globo esporte (branco).png
banner 1 globo esporte (branco).png

Uma película de crime, paixão e futebol

O segredo dos seus olhos, filme premiado, tem jogo do Huracán e torcedor fanático do Racing.


*Alerta de spoilers leves


Caso complicado. História que não sai da cabeça de Benjamín Espósito. Um crime consumado. Um amor guardado. O enredo do filme argentino O segredo dos seus olhos passeia por dois tempos – meados dos anos 1970 e final dos anos 1990 – e por dois labirintos na vida do oficial de justiça Espósito: a investigação sobre o assassinato da jovem Liliana Morales e o sentimento não verbalizado que ele nutre por Irene Hastings, sua chefe de departamento.


Lançada há dez anos, a película de Juan José Campanella baseada no livro de Eduardo Sacheri tornou-se a segunda a levar o Oscar de melhor filme estrangeiro para nossos vizinhos. Quem atua no papel do protagonista é Ricardo Darín, que tem mais de 40 filmes no currículo, entre os quais Nove Rainhas. Soledad Villamil faz Irene e Guillermo Francella está no papel de Pablo Sandoval, parceiro de Espósito no tribunal e na investigação que conduz a trama.


Espósito, já aposentado, tenta escrever um romance sobre o caso que tanto o marcou, ocorrido em 1974. Naquela época, Liliana foi vítima de estupro e assassinato dentro da própria casa, em Buenos Aires. O personagem de Darín promete ao marido da jovem, Ricardo Morales – interpretado por Pablo Rago –, que encontraria o criminoso. Inicialmente, são acusados dois imigrantes inocentes, que Espósito logo percebe não serem os assassinos.


A imagem aérea do estádio do Huracán, utilizada no filme: é em jogo contra o Racing que parte da ação acontece. (Reprodução/YouTube)

A primeira pista surge pelo olhar. Em álbum de fotos antigas da vítima, o oficial estranha o modo fixo como um dos jovens que aparece em várias imagens mira a moça. Aquela perseguição visual sinalizava um homem apaixonado, mas talvez também obsessivo. Atrás de mais informações, Espósito e Sandoval entram ilegalmente na casa da mãe do suspeito, na cidade de Chivilcoy, e roubam cartas que ela recebia do filho. A segunda pista só é identificada um ano depois, graças às correspondências.


É Sandoval quem percebe o rastro deixado nas cartas. No bar onde sempre vai – e satisfaz o alcoolismo que o acompanha –, ele diz a Epósito que há coisas que não podemos mudar em nós. Cita o próprio exemplo, seu gosto pelo bar e pela bebida, e o do amigo, que continua pensando em Irene, mesmo com ela prestes a se casar. Sandoval se aproxima então de um colega de copo, apresenta-o a Espósito e começa a ler trechos das cartas de Isidoro Gómez – papel de Javier Godino –, o suspeito, em que são citados alguns nomes. O outro bebum conta quem são aquelas pessoas.


Juan Carlos Oleniak, atacante argentino campeão pelo Racing em 1961. Norberto Anido e Juan Carlos Mesías, dupla de zaga do mesmo título. Pedro Waldemar Manfredini, atacante comprado a preço de banana que vestiu a camisa do Racing em 1957 e 1958. Julio Alberto Bavastro, ponteiro direito com passagem sem muito sucesso pelo Racing. Ataúlfo Sánchez, goleiro reserva do Racing entre 1957 e 1961.



No futebol, em particular no Racing Club de Avellaneda – também conhecido como La Academia –, estava a chave. Gómez certamente era um hincha apaixonado do time azul e branco de Avellaneda, município da Grande Buenos Aires. "Te dás conta, Benjamín? Esse tipo pode trocar de tudo. De cara, de casa, de família, de namorada, de religião, de deus. Mas tem uma coisa que não pode trocar, Benjamín. Não pode trocar de paixão", explica Sandoval ao amigo.


A cena corta para uma tomada aérea do Estádio Tomás Adolfo Ducó, El Palacio, a casa do Huracán, time da capital, em dia de jogo contra o Racing. E começa um antológico plano sequência, filmagem feita sem cortes, de perseguição a Gómez. A câmera sobrevoa o gramado e para na arquibancada, no meio da torcida do time visitante. Espósito e Sandoval procuram pelo suspeito. Quando o encontram, sai um gol, a torcida se agita e Gómez corre. Eles seguem no encalço do homem pelas áreas de circulação do estádio e ele acaba capturado dentro do campo de jogo.


Em depoimento, ao ser provocado por Irene quanto a sua masculinidade, Isidoro confessa o crime. Mas não demora muito tempo na prisão. Romano, um desafeto de Espósito com influência política manda soltá-lo e o contrata como assassino de aluguel de uma facção de direita do Partido Peronista. O próprio oficial informa o viúvo Morales que nada poderia fazer. Mesmo assim, por conta de ter ido tirar satisfação com Romano, Espósito é visitado por assassinos que matam Sandoval em seu lugar.


O protagonista, diante da ameaça, tem que se exilar no interior do país. Só volta anos depois, quando retoma as histórias interrompidas. Mas como termina – ou começa – sua relação com Irene? O que acontece com Gómez? Qual o destino de Morales? Os olhares de amor, obsessão e vingança, que se cruzam pela vida, encontram seus caminhos. E no meio do caminho tinha uma bola: a paixão de Gómez pelo Racing. O segredo dos seus olhos tem os dramas e suspenses que um bom jogo pede. Esqueça o medo. Feche a porta.



 

#Mundo #Cultura


#Cinema #Argentina #CinemaArgentino #RicardoDarín #JuanJoséCampanella #Racing #Huracán #Ditadura #Política #Violência #Justiça #Estádios #Torcida #Rivalidade #ElPalacio #Drama #Arquibancada #PedroManfredini